Marketing Digital com empatia: Criando conexões e gerando vendas.

Quando falamos de Marketing Digital podemos facilmente relacionar situações do dia a dia. Elas ajudam a compreender quais táticas estão dando certo e quais devem ser ajustadas para obter melhores resultados.

Uma situação corriqueira que pode ser familiar: Você entra em uma loja para comprar uma blusa preta. Você já sabe onde ela está, o modelo e o tamanho que quer. Você está 100% certo desta compra, não tem erro.

Mas, enquanto você percorre o caminho até onde está o produto, um atendente te alcança e começa um interrogatório sem fim. “Posso ajudar?”, “já conhece nosso cartão fidelidade?”, “você tem o cartão da loja?”, “não quer levar essa outra opção? está na promoção!”. Você já está exausto(a) e incomodado(a) o suficiente para dar meia volta e sair da loja (e sem a blusa preta).

O que isso tudo tem a ver com o Marketing Digital? Se seus clientes em potencial se sentem assim – aborrecidos e irritados – com a sua marca, não será por falta de motivos que eles te trocarão pelo concorrente.

Resolva esse problema! Listamos cinco maneiras que podem solucionar a sua comunicação e estratégias de marketing:

1. Pense como seu cliente em potencial.

Ter empatia vai muito além de simpatizar. É necessário colocar-se no lugar de outras pessoas, imaginando suas rotinas, problemas e a melhor forma de solucioná-los.

2. Um bom Marketing serve aos outros.

É preciso lembrar que não estamos mais na era da propaganda por obrigação. Hoje as pessoas até pagam para não consumir anúncios.

O resultado final é que a nova geração de compradores não gosta de marketing disruptivo. Eles não querem se sentir empurrados para uma compra e fazem tudo o que podem para evitar esse tipo de “intromissão”.

Então, você deve estar se perguntando, como vender mais sem falar em vendas? Bem, não é bem assim.

Foque na narrativa. É essencial que antes de querer vender você conte uma história e prenda a atenção da sua audiência. Depois de conquistar essa atenção e aprender a ouvir o que seu consumidor precisa, você conseguirá vender naturalmente. 

3. Seja positivo nas suas interações.

O maior objetivo da sua marca deve ser facilitar ou melhorar a vida das pessoas.

Para isso, acentue uma vibração positiva em seus esforços de marketing. Aqui estão três dicas que podem ajudar:

  • Use palavras positivas em suas legendas, conteúdo e copywriting;
  • Concentre-se nos resultados positivos. Não é sobre esconder os problemas que seu público pode estar estão enfrentando, mas mostra a ele que é possível superá-los;
  • Use fotos de pessoas felizes e naturais no conteúdo. Ao retratar pessoas reais, você gera identificação.

4. Ouça o que seus clientes estão dizendo.

Conforme sua empresa cresce, é natural que você receba avaliações negativas. É importante reservar um momento para ouvir essas críticas para saber onde melhorar. Lembre-se sempre: seu público não é você.

5. Preste atenção aos gatilhos emocionais.

O ato de comprar não está relacionado apenas com os benefícios funcionais de um produto. A compra, na maioria das vezes, é motivada pelo fator emocional.

Aplicando a empatia e utilizando gatilhos emocionais, fica mais fácil gerar conexões. Quando as mensagens de marketing afetam pessoalmente, você gera uma experiência instantânea e real.