800-x-600-3

Vida de Inseto: Uma história sobre liderança, criatividade e resiliência.

“SUJOU, A JOANINHA É HOMEM!”

Quem lembra desta frase célebre do filme Vida de Inseto (1998), clássico das coleções de fitas VHS das crianças dos anos 90? Este foi o segundo longa produzido pela Pixar, depois de Toy Story e, aparentemente, nunca foi somente um filme sobre a tradicional batalha entre o bem (formigas) e o mal (gafanhotos).

Antes de você continuar lendo esse artigo, sugiro, caso ainda não tenha visto o filme, assista. Caso tenha assistido quando era criança, é hora de assisti-lo novamente!

O filme conta a história de uma colônia de formigas que, anualmente, precisa entregar parte de sua colheita para os gafanhotos, sob grandes ameaças. Flick, uma formiga (é um “formigo”, mas não encontrei o substantivo masculino para formiga) muito criativa, atrapalhada e considerada uma inventora nata, cria uma geringonça para acelerar o processo da colheita.

O PROBLEMA:

Mas parece que as coisas não deram muito certo com a geringonça e boa parte da colheita foi perdida.

E AGORA?

Flick entende e admite todo o alvoroço causado por causa da sua invenção. Diante a situação, toma frente e decide colocar um novo plano em ação: ir em busca de insetos guerreiros para enfrentar os temíveis gafanhotos.

RESILIÊNCIA FOI A PALAVRA-CHAVE. 

Flick tinha tudo para desistir. Já imaginou o tamanho do problema? Formigas famintas, gafanhotos furiosos e sedentos por uma briga.

E assim começa a jornada do herói!

O personagem inicia uma busca pelos guerreiros perfeitos.

Ele até encontrou.

Mas mal sabia quem eram insetos artistas de circo (mas quem disse que artistas de circo não podem se tornar guerreiros indomáveis? )!

Até a colônia descobrir da farsa, é possível observar questões bem relevantes sobre o papel do líder (representado por Flick), bem como o famoso chavão “A união faz a força”. Todas as formigas e os “guerreiros” trabalharam arduamente para colocar o plano em ação.

Outro aspecto importante foi que o líder, Flick, soube identificar em cada inseto sua principal habilidade e adaptá-la ao plano.

Para dias pacatos no formigueiro, até que saíram bastante da zona de conforto, não é?

AS LIÇÕES QUE FICAM:

Vida de Inseto traz inúmeras lições para crianças e adultos (e também pessoas físicas e jurídicas!).

1 – O papel do líder e como isso influencia no dia a dia dos liderados

2 – Resiliência é fundamental para qualquer problema na vida, nas empresas e na carreira profissional

3- Sair da zona de conforto é inevitável para fugir dos problemas e encontrar soluções

5 – Por mais atrapalhado que você seja, foque! Toda ajuda é bem-vinda!

6 – Saiba reconhecer suas falhas e busque soluções a curto e longo prazo.

Por que no fim, todos queremos sair do casulo e nos transformarmos em uma linda borboleta, né?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email